Pânico em Tianguá: morte por coronavírus mobiliza moradores que tiveram contato com vítima ~ Ceará da Gente

Pânico em Tianguá: morte por coronavírus mobiliza moradores que tiveram contato com vítima


Moradores da cidade de Tianguá, na Região da Serra Grande, entraram em pânico, ao final da manhã desta quarta-feira, após o anúncio oficial da primeira morte com diagnóstico de coronavírus.

 

O comunicado sobre o óbito foi feito pelo prefeito Luiz Menezes (PSD) e pelo Secretário Municipal de Saúde, Rejarley Lima. Menezes definiu a situação como lastimável, enquanto Rejarley reafirmou apelos para as pessoas ficarem em casa.

A notícia sobre o primeiro caso da Covid-19 desencadeou um ambiente de inquietação porque a vítima do coronavírus – uma senhora com 83 anos de idade, deu entrada no hospital municipal e foi diagnosticada com pneumonia. A paciente retornou pra casa e, ao voltar ao hospital, a equipe médica solicitou o teste para coronavírus, cujo resultado, liberado pelo Laboratório Central (Lacen), saiu quase duas semanas depois de solicitado e cinco dias após a morte da idosa.

A idosa, cuja identidade não foi revelada, chegou à óbito na última sexta-feira. O Secretário de Saúde de Tianguá não deu detalhes sobre o perfil da vítima da Covid-19 e chegou a dizer, pelas redes sociais, que, pelas informações colhidas, a idosa não fez viagens para fora do Município, nem para fora do Estado e, por essa razão, teria contraído o vírus na chamada transmissão comunitária.


CONTATOS: DA INTERNAÇÃO AO SEPULTAMENTO


A reportagem do site cearaagora apurou que, entre as primeiras internações e o sepultamento, muitas pessoas mantiveram contato com a idosa – profissionais de saúde, familiares, vizinhos e amigos que a acompanharam tanto no hospital quanto no sepultamento. A informação que surgiu é que um parente bem próximo a idosa teria viajado para outro estado e a visitou nos dias que antecederam ao óbito.

O prefeito de Tianguá, Luiz Menezes, e o secretário de Saúde, Rejarley Lima, manifestaram preocupação com a chegada do coronavírus, afirmaram que, por uma necessidade de deixar a população informada, fizeram o comunicado sobre o caso da Covid-19 e manifestaram, com apelos veementes, a importância das pessoas ficarem em casa e evitaram infecção.


Fonte: Ceará Agora