Banco de leite do Hospital Dr. César Cals necessita de doações de leite materno


Doação de leite realizada no Hospital Dr. César Cals. Foto: Thiago Freitas / Ascom HGCC
Para estimular as doações, o Hospital Dr. César Cals promove uma campanha de sensibilização para aumentar a quantidade de leite nos bancos de reserva. As mulheres que desejam participar da ação podem realizar a doação de leite na própria casa e a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) se responsabilizará por buscar nas residências e deixar frascos esterilizados, caso a mãe deseje continuar com a ação.
Para aquelas que não sabem como realizar a doação, é possível se dirigir diretamente para a unidade hospitalar, onde os funcionários do banco de leite retiram possíveis dúvidas e disponibilizam os materiais e a assistência necessária para o desmame. Os fracos destinados ao banco de leite podem ser utilizado em até 6 meses após serem pasteurizados. 
Segundo a enfermeira do hospital Dr. César Cals, Cristina Rabelo, 55 anos, a prática é necessária principalmente porque ainda não ser tão comum no estado, podendo contribuir para beneficiar bebês internados em emergências hospitalares. “O leite da doadora é tão importante quanto o leite da própria mãe. Esse leite pode ajudar muitos bebês a saírem das unidades críticas. Então, é importante que as mães doem e continuem a realizar essa ação”, afirma Cristina.
Coleta do leite
Para a doação em casa, a mãe deve separar um vidro com tampa plástica, como de café solúvel ou de maionese; ferver o frasco por 15 minutos e deixar secar sobre um pano. Também é importante limpar as mãos e os braços até o cotovelo com água e sabão. Em relação às mamas, Cristina explica que só é necessário lavar com água. “Quando for tirar o leite, é importante evitar falar para que não caia gotículas durante a ordenha”, pontua. 
Uma vez retirado, deve ser guardado no congelador por até 15 dias e a doadora pode entrar em contato com o banco de leite do hospital para recolher o frasco. Nessa etapa, a unidade costuma realizar um cadastro e compartilhar mais informações sobre a prática. 
O leite coletado é levado ao hospital e “destinado para bebês que estão internados, com dificuldade de amamentar, ou para mães que não estão produzindo leite”, explica Cristina. Durante o período no hospital, as mulheres atendidas são orientadas a aprender como amamentar e podem se inscrever como doadoras, caso queiram. 
Unidades
Em Fortaleza, os hospitais estaduais que recebem doação de leite materno são: 
  • Banco de Leite do Hospital Geral Dr. César Cals: recebe atendimento pelo dia inteiro ao longo de toda a semana, na Avenida do Imperador, 545. Telefone: 3101-5367;
  • Banco de Leite do Hospital Infantil Albert Sabin: atendimento de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h, na Rua Tertuliano Sales, 544-B. Telefone:0800 280-4169;
  • Banco de Leite Humano do Hospital Geral de Fortaleza: atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, na Rua Ávila Goulart, 900. Telefone: 3101-3335
  • Maternidade Escola Assis Chateaubriand: disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, na Rua Coronel Nunes de Melo. Telefone: 3366-8509
  • Fonte: DN