Arte, política e feminismo serão temas em debate no Cariri

Exposição Contrastes na edição de 2012 do Curta o Gênero no
Cariri, realizado em parceria com a UFCA

Por Redação Gazeta do Cariri

Com o tema “Um Outro mundo ainda é possível! – arte e política para o bem viver”, a quinta itinerância Curta o Gênero Cariri – evento que objetiva socializar ideias no campo dos feminismos e de outras práticas contra-hegemônicas – propõe outra vivência possível para a realidade da sociedade atual: um mundo em que arte e política configuram-se como dimensões inseparáveis da existência humana, e os pensamentos e as práticas feministas, decoloniais e anticapitalistas são cotidianizadas. 

O Curta o Gênero, projeto permanente da organização não governamental Fábrica de Imagens (que atua nos campos dos direitos humanos, cultura, gênero e sexualidades), é uma iniciativa que, desde a sua primeira edição, em 2012, já passou por várias cidades cearenses, nove estados brasileiros, três países sul-americanos, um país africano e outro europeu. Essa é a quinta passagem pela região do Cariri e a segunda vez que a itinerância é realizada em parceria com a Universidade Federal do Cariri (UFCA). 

Na região, o evento é promovido pela parceria entre a UFCA (por meio da Pró-Reitoria de Cultura – Procult), a Fábrica de Imagens e o Coletivo Camaradas (organização política local que atua no campo das artes, da pesquisa, da produção e difusão cultural e das lutas por políticas públicas para Cultura). Com uma programação diversificada, o Curta o Gênero Cariri realiza seminários, exposições de fotos e de ilustrações, oficinas em escolas públicas, mostra audiovisual e atividades para crianças – nas cidades de Juazeiro do Norte, Crato e Brejo Santo. 

Interessadas e interessados em participar podem se inscrever gratuitamente no site do evento

Seminário Gênero, Cultura e Mudança 
Dentro da programação da quinta itinerância Curta o Gênero Cariri, o seminário “Gênero, Cultura e Mudança” debaterá a relação entre arte e política como dimensões indissociáveis e a potência dos feminismos e de outros campos contra-hegemônicos. Além das discussões, serão realizadas oficinas de zine de bolso (publicações independentes e artesanais) e de cartonera sertaneja (confecção de livros artesanais). 

A abertura do seminário “Gênero, Cultura e Mudança” ocorre às 18h, no dia 11 de março, no Sesc Crato. Em seguida, haverá o lançamento do livro “Feminismos Descoloniais e Outros Escritos Feministas – Fábrica de Imagens (Orgs.: Christiane Ribeiro e Marcos Rocha) e do livro “Tentativas de Aniquilamento de Subjetividades LGBTIs” – Conselho Federal de Psicologia (Apresentação: Rayane Sales Nobre de Lima). 

Logo após, às 20h, será realizada a primeira mesa do seminário “Gênero, Cultura e Mudança”, com tema “É preciso lançar mundos no mundo – fazeres estético-políticos produzindo outras subjetividades e sociabilidades”. Vão debater o tema a artista Fernanda Meireles e a professora do Instituto Federal de Educação do Ceará (IFCE) Valéria Lourenço, com mediação da professora Luciana Bessa (UFCA). 

No dia seguinte, 12 de março, ocorre oficina de fanzine, na Escola Estadual de Educação Profissional Aderson Borges de Carvalho, em Juazeiro do Norte. Em Brejo Santo, no mesmo dia, haverá a oficina “Cartonera Sertaneja: produção editorial artesanal”, na Escola de Ensino Médio José Matias Sampaio. 

Também no dia 12, em Juazeiro do Norte, no auditório Bárbara de Alencar da UFCA, haverá a mesa “Feminismos e outros campos contra-hegemônicos – diálogos e articulações frente às lógicas fundamentalista, colonial e neoliberal”. O debate começa às 20h, com as debatedoras Verônica Isidorio (Frente de Mulheres do Cariri) e Cláudia Rejane (Universidade Regional do Cariri) e o debatedor Marcos Rocha (Curta o Gênero / Fábrica de Imagens). 

Mostra Audiovisual Internacional Curta o Gênero 
Os curtas-metragens que vão compor a itinerância no Cariri foram selecionados a partir das 76 produções exibidas na Oitava Mostra Internacional Audiovisual Curta o Gênero em 2019. Serão três sessões, ao todo. A primeira, das 18h30 às 20h, ocorrerá logo no primeiro dia de evento, no Sesc Crato, com o tema “Canto, poesia e revolução”. 

A segunda será realizada no dia 12 de março, com o tema “O que pode o corpo? Desejo, poder e política”, das 18h30 às 20h, no auditório Bárbara de Alencar, campus Juazeiro do Norte da UFCA. Com o tema “Paratodes”, a terceira sessão encerra o evento, das 18h30 às 20h, na Sala de Vídeo do RENASF/Mestrado Profissional em Saúde da Família, no campus Pimenta da Urca, no Crato. 

Exposições Contrastes e Expressões de Gênero 
A abertura da VIII Exposição Fotográfica Contrastes – gênero, tempos, lugares, olhares e da III Exposição de Ilustrações Expressões de Gênero será realizada no primeiro dia do evento, às 17h30, na galeria do Sesc Crato. As imagens, de acordo com os organizadores, são atos de coragem, de integração estético-política, de produção de outros sentidos e significados para além dos hegemônicos sobre gênero, sexualidades e suas interseccionalidades. 

Colorindo o Gênero 

A ação Colorindo o Gênero promove atividades integrativas para crianças, possibilitando a articulação entre gênero, direitos humanos, cidadania e infância. Envolve uma mostra audiovisual de curtas infantis que abordam temáticas de raça, identidade, amizade, liberdade, autoestima, pertencimento, entre outras, além de oficina de escrita criativa, brincadeiras como amarelinha africana e cama de gato e intervenções colaborativas em murais. 

As atividades serão realizadas no dia 12 de março, das 15h às 17h, na Escola Municipal Pedro Felício e na Escola de Ensino Fundamental Dom Quintino, em Crato. No último dia do evento, das 15h às 17h, a ação segue na Escola Integradora Pelusio Correia de Macedo, em Juazeiro do Norte. 

Fonte: Portal Gazeta do Cariri