Fatos e Fotos de Cococi, a cidade fantasma dos Inhamuns ~ Ceará da Gente

Fatos e Fotos de Cococi, a cidade fantasma dos Inhamuns

A intrigante história e as ruínas de Cococi já atraíram muitos repórteres, fotógrafos. Atraídos por essa atmosfera, muitos olhares procuram desvendar o passado de uma cidade que "morreu para virar lenda", como diz uma matéria do Diário do Nordeste datada de 2015. Cococi participou do Projeto Mandacaru (time-lapse) e foi uma das locações do filme Lua Cambará (2002), com Dira Paes e Chico Dias, baseado no conto de mesmo nome, de Ronaldo Correia de Brito e Assis Lima.  
Cococi foi designado município em 1954, mas em 1968 foi destituído para distrito de Parambu/CE. Possuiu apenas dois prefeitos, o Major Feitosa e Leandro Custódio, mais conhecido por “Leandro da Barra”, da mesma família.
A história contada por populares narra que o Major Feitosa no seu segundo mandato (o terceiro e último do Município), ao receber verbas para investimentos no lugar, teria utilizado indevidamente o dinheiro para a compra de gado.

O fato repercutiu no Estado e a Ditadura Militar decidiu extinguir o Município, rebaixando a categoria de Distrito. Revoltados com a decisão da Capital, a família Feitosa e seus moradores abandonaram a cidade. Esse abandono permanece até hoje.

Porém, há também quem diga que a cidade foi morrendo aos poucos, depois de uma praga rogada por um padre obrigado por um dos donatários daquelas terras a rezar a mesma missa duas vezes só porque a família chegou atrasada.

"A cidade morta – que mantém apenas duas famílias como moradores – agora é palco para histórias de morto que deixa túmulo como serpente se arrastando no chão, vulto que se confunde com sombras das ruínas à noite, voz que grita entre galhos. No imaginário do sertão dos Inhamuns, Cococi morreu para virar lenda." (Anderson Andrade- DN)

A lendária cidade segue perdendo sua estrutura, se deteriorando com o tempo e o abandono. Lá residem apenas cinco pessoas. Ela fica a 450km de Fortaleza e a 40km de Parambu, município da qual é distrito. Saindo da CE-277, ainda é necessário dirigir por 2h numa estrada de piçarra.Visitantes e curiosos quando aparecem costumam escrever seus nomes nas paredes em ruína, para registrar sua presença. 

Somente no dia 8 de dezembro de cada ano o desolador cenário de abandono se transforma, na ocasião da festa da padroeira, Nossa Senhora da Conceição, quando Cococi se transforma num movimentado vilarejo, com milhares de devotos, turistas e descendentes dos antigos moradores, para a celebração de uma Missa e festejos que culminam com forró a noite, pois muitos vaqueiros também são atraídos para o festejo.




(Fotos do Blog Abraão Barros)
Mais Fotos:













(Fotos: Internet)