TCE aponta gasto milionário da Prefeitura de Saboeiro com "Portarias" ~ Ceará da Gente

TCE aponta gasto milionário da Prefeitura de Saboeiro com "Portarias"


A Página de notícias  Gazeta Regional  (Facebook) divulgou na noite deste dia 18/11, resultado do relatório do 2º Quadriênio de 2009 do TCE- Tribunal de Contas do Estado do Ceará, que aponta um gasto de quase R$ 5 milhões da Prefeitura Municipal de Saboeiro com as chamadas "Portarias", que compreende aos cargos temporários e comissionados. 

O Relatório Fiscal do TCE é emitido a cada quatro meses. O relatório do 2º quadriênio aponta os resultados de janeiro a agosto, tomando como base os resultados do relatório dos primeiros quatro meses, somados ao que foi averiguados nos quatro meses seguintes. Desse modo, conforme consta no último relatório fiscal, nos oito primeiros meses de 2019, a Prefeitura Municipal de Saboeiro gastou com contratações sem concurso público, de livre nomeação do Prefeito Municipal, a quantia exata de R$ 4. 825.239,00 (Quatro milhões, oitocentos e vinte e cinco mil, duzentos e trinta e nove reais).

O município está entre os mais pobres do Estado, no entanto, a disparidade entre os gastos com portarias e o que se investe em saúde ou assistência social é alarmante. A população sofre com a falta de serviços básicos, sem hospital, sem alternativas que lhes traga uma condição de sobrevivência mais digna, junto com a irresponsabilidade e o descaso de uma gestão fracassada em todos os sentidos.

Os dados comprovam a falta de compromisso do gestor. No mesmo período, o investimento na área da assistência social foi de R$ 1.193.027,79 (Um milhão, cento e noventa e três mil, vinte e sete reais e setenta e nove centavos). Já na saúde, nos oito meses foi investido um valor um pouco superior, praticamente equivalente, totalizando R$ 5.830.114,54 (Cinco milhões, oitocentos e 30 mil, cento e catorze reais e cinquenta e quatro centavos). Se considerarmos que a assistência a saúde é para mais de quinze mil habitantes e o total de contratados e comissionados é de 582 servidores, essa quase equivalência é alarmante. 

Outra coisa chamou nossa atenção no relatório do TCE. O documento aponta um gasto de R$ 1.491.162,76 (Um milhão, quatrocentos e noventa e um mil, cento e sessenta e dois reais e setenta e seis centavos) em urbanismo. Estamos nos perguntando em qual parte do município foram realizadas essas supostas obras de urbanismo....

Para ter acesso aos dois relatórios do TCE clique no link abaixo:


Fontes: Gazeta Regional e TCE.