Trio recepciona polícia na bala em Assaré, mas todos acabam presos



Policiais militares foram recebidos à bala nesta madrugada na zona rural de Assaré, onde foram cumprir mandado judicial e apreenderam armas e uma moto roubada. Por volta de uma hora da madrugada desta sexta-feira militares do Destacamento de Assaré e do RAIO foram prender Francisco Gledson da Silva Nunes, de 37 anos, o “Gledson Galdino”, acusado de homicídios em Araripe. Ele estava refugiado na Fazenda Riacho Fundo pertencente a Cimar Saraiva e situada a uma distância média de 20 Km para o centro de Assaré

Chegando ao local, a equipe RAIO 04 e a patrulha com os Sargentos Gomes e Viana, o Cabo Cesário e os Soldados Aluízio, Barbosa e Wedson foram recebidos à bala e revidaram conseguindo conter o ataque. Todavia, Gledson fugiu por um matagal levando consigo uma espingarda calibre 12 e um revólver calibre 38. Os demais ocupantes da fazenda foram presos no caso Danilo Maurício de Oliveira, de 20, Joelson Rodrigues de Andrade, de 41, e Maria do Carmo Bento da Silva. 

No imóvel, foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e outra calibre 20 municiadas, cinco celulares, um bala clava e uma moto placa EJN 5254, inscrição de São Paulo. Além disso, os PMs recolheram ainda uma moto que seria de Gledson e tinha a placa PMV-4512, inscrição de Jaguaribe, mas a polícia descobriu que sua verdadeira placa é PGY 9796 do Pernambuco e apresenta queixa de roubo. O material apreendido e os envolvidos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Assaré.


No ano 2000, Gledson tentou matar Antonio Leoncio da Silva Filho, então com 26 anos. Já no dia 19 de setembro de 2015, na saída de uma festa dançante no Clube Mania em Araripe, assassinou a tiros o ex-presidiário Cicero Flavio Alves Pereira, de 25 anos, o “Flavim”. Também em Araripe, Danilo foi preso com arma de fogo em novembro de 2018, enquanto Joelson responde procedimento, desde outubro de 2016 junto à Comarca de Araripe por ameaça contra Maria Agostinho da Silva.

Fonte: Miséria