Corrupção em Acopiara: Prefeito pode ser investigado por apropriação indébita de dinheiro da previdência


A imprensa acopiarense teve acesso com exclusividade ao documento que comprova o volume de dinheiro retido durante o período de maio a julho de 2019, dos servidores públicos municipais de Acopiara, referente as contribuições recolhidas da patronal e não repassadas ao Instituto de Previdência, AcopiaraPrev.

Segundo o documento, o montante sem juros e multas chega a R$ 1.406.306,96 (um milhão, quatrocentos e seis mil, trezentos e seis reais e noventa e seis centavos).

A inadimplência por parte do município gera prejuízo ao equilíbrio financeiro e atuarial do regime próprio de previdência (AcopiaraPrev) agravando o déficit mês a mês.

O instituto informou a Câmara Municipal e aos demais órgãos de fiscalização que o dinheiro retido da folha de pagamento dos servidores não pertence ao erário Municipal e a ausência destes repasses pode configurar crime de apropriação indébita previdenciária de acordo com o Código Penal Brasileiro.

Fonte – Blog Carlos Dehon