Icó: Em abrigo improvisado, voluntários cuidam de cerca de 100 animais abandonados ~ Ceará da Gente

Icó: Em abrigo improvisado, voluntários cuidam de cerca de 100 animais abandonados

A recepção é calorosa para quem chega ao abrigo improvisado localizado às margens do Rio Salgado em Icó. Quando o visitante se aproxima do local, que fica embaixo da Ponte Piquet Carneiro, um dos principais acessos ao município de Icó, logo vê cerca de 100 cachorros e gatos que vivem ali. Os Cães em sua maioria são vira-lata — saem correndo ao menor sinal da presença humana e se aproximam do portão improvisado que os separa do lado de fora do abrigo. 

 

O aposentado Geraldo Ferreira Colaça, 63 anos, há cerca de dez anos cuida de centenas de animais de rua – cães e gatos. Ele que improvisou o abrigo. “Faço isso todos os dias, de domingo a domingo”, contou. “Acho que é um ato de amor aos bichos, solidariedade”.
O cuidador clama a população e autoridades a serem sensíveis ao drama dos animais e que compartilhe o problema.

A cuidadora e coordenadora do Projeto É o Bicho de Icó, Marconiza Brasil, junto com vários voluntários do projeto, realiza periodicamente visitas ao abrigo, limpeza do local, visitas de médicos veterinários e vacinação é realizado para o bem animal. 

Marconiza lamenta também a falta de uma lei mais severa, para quem maltrata e mata animais.

A médica veterinária da cidade de Jaguaribe Lorena Carvalho, visitou o abrigo improvisado e se surpreendeu pela falta do centro de zoonoses em Icó." Impressionante uma cidade com quase 80 mil habitantes não ter o centro de zoonoses, todas as cidades acima de 50 mil habitantes são obrigadas a ter" Afirmou a médica.

O que é Centro de Zoonoses?

Centro de Controle de Zoonoses são unidades de saúde pública que têm como atribuição fundamental prevenir e controlar as zoonoses, desenvolvendo sistemas de vigilância sanitária, vigilância epidemiológica e vigilância ambiental em saúde.
 
O projeto É o Bicho cuida de dois abrigos, fora o abrigo improvisado, a ONG cuida de mais de 150 animais em outro abrigo construído no Conjunto Gama. Ainda de acordo com a cuidadora Marconiza as doações ajudam a manter o projeto. Porém, o custo de reabilitar os bichinhos com saúde tão debilitada é alto. 

Recentemente cerca de seis agentes de ENDEMIAS do município, realizaram a vacinação contra a raiva dos animais dos abrigos existentes.

Os abrigos de animais em Icó, são mantidos exclusivamente através de doações, ajuda de voluntários e parcerias. Para ajudar a manter o projeto e saber mais informações, ligue 

(88)- 9737-6870, falar com Maconiza Brasil.