Chacina dá sequência à guerra de território entre facções criminosas em Maranguape ~ Ceará da Gente

Chacina dá sequência à guerra de território entre facções criminosas em Maranguape

Dois rapazes e uma jovem foram fuzilados dentro de casa, em Maranguape

A chacina ocorreu dentro de uma casa, no Distrito de Amanari, em Maranguape

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Delegacia Metropolitana de Maranguape (DMM), do Serviço de Inteligência do 14º BPM e do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM), realizam buscas na região do Distrito de Amanari, em Maranguape, na região Metropolitana de Fortaleza (RMF), com o objetivo de identificar a quadrilha que praticou uma chacina com três mortos naquele Município. O crime ocorreu na noite do último domingo (15) e a motivação seria a “guerra” das facções.
O triplo homicídio ocorreu por volta das 20 horas, quando os assassinos invadiram o condomínio Residencial Amanari, também conhecido por “Carandiru”, e mataram três jovens, com idades entre 16 e 26 anos. Todos foram eliminados sumariamente com tiros de pistola na cabeça, uma marca dos assassinos das facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE). Os dois grupos brigam por território e pelo domínio na venda de drogas.
De acordo com as autoridades, os três mortos na chacina foram identificados com sendo o adolescente Francisco Aldemir da Silva, 16 anos; a jovem Maria Fabiana, 26; e outro rapaz conhecido apenas pelo apelido de “Chiquinho”, que seriam membros do CV.  Fabiana ainda tentou se livrar da morte, se escondendo debaixo de uma cama, mas foi descoberta e também eliminada.
As diligências em Maranguape ocorrem desde a noite de domingo (15), e a Polícia diz já ter pistas dos matadores, mas prefere não revelá-las neste momento.
As autoridades não descartaram a hipótese de um “acerto de contas” entre os criminosos já que, dias antes, outras quatro pessoas foram assassinadas também em Maranguape, com a suspeita de ligação com a guerra de facções.

Crimes em sequência - O primeiro crime ocorreu no último dia 4, quando o adolescente Lucas Viana Alves Valentim foi assassinado, a tiros, na localidade de Tanques.  Na mesma data, outro jovem, identificado como Francisco Jéfferson Freitas da Silva, 23 anos, foi morto, a tiros, na Rua Chagas Vitoriano.
A sequência de assassinatos teve continuidade em Maranguape quatro dias depois (dia 8), quando foi morto, também a tiros, Antônio Adeílson Ribeiro Sales, 28 anos, no Centro da cidade.
Menos de 24 horas depois, mais um assassinato teve como vítima, Antônio Ronaldo da Silva Costa, 32 anos, executado, a tiros, no bairro Parque Iracema.
A onda de assassinatos no Município teria sido provocada pela disputa das facções.

Fonte: Pinheirinho.net