A Lenda do Tesouro de Ipu ~ Ceará da Gente

A Lenda do Tesouro de Ipu

Conta a lenda, que em Ipu havia um dragão que guardava em uma gruta um tesouro muito antigo trazido por antepassados da cordilheira dos Andes. Um imigrante holandês descobriu uma forma de fazer o monstro dormir, então conseguiu roubar um pouco do tesouro que o monstro guardava na gruta. Feito isso, levou-o para a frente da Igreja de São Sebastião, que estava sendo construída em Ipu, e o enterrou para que toda a sua riqueza fosse protegida pelo santo. Em seguida, partiu para a gruta novamente. A intenção, desta vez, era a de levar todo o ouro que existia no local. Mas como não conseguiu adormecer o dragão, suficientemente, foi morto por ele, os antigos contam que a entrada da gruta do holandês fica escondida a direita do véu d`água na bica do Ipu.

Apareceu muita gente disposta a explorar a gruta do holandês, no entanto, a pessoa que se deu bem não precisou ir até lá. Trata-se de um homem chamado João da Costa Alecrim que, sem precisar enfrentar nenhum monstro nem entrar em nenhuma gruta, deu com o tesouro do holandês diante da Igreja de São Sebastião. Assim, ficou rico da noite para o dia. Toda vez que saía de casa, porém, era recebido com indiferença pela população do Ipu. Como ela considerava que aquele ouro todo estava sob a guarda de um santo (São Sebastião) não admitia que ninguém se servisse dele tal como fez Alecrim. Assim, toda vez que passava pelas ruas do povoado, a população dava-lhe as costas.

Fonte: Lendas do Ceará